Biblioteca Parque Estadual: Trabalhos em bordado ocupam espaço de exposição
Cultura

Biblioteca Parque Estadual: Trabalhos em bordado ocupam espaço de exposição

Biblioteca Parque Estadual tem mostra em cartaz que conta a história do estado do Rio de Janeiro; exposição é gratuita e vai até o início de março

A Biblioteca Parque Estadual (BPE), no Centro – RJ, reabriu no dia 29 de janeiro. O espaço destinado a exposições, tem foco na valorização da cultura fluminense. E para ocupar o local e estrear a temporada 2024, a mostra “Fios que Entrelaçam Histórias” reúne três ambientes diferentes e traz peças do projeto “Re-descobrindo o Brasil em fios: 200 anos de histórias e memórias bordadas”, vencedor do edital Retomada Cultural RJ 2, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Sececrj). A visitação fica aberta, gratuitamente, até o dia 1º de março, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h.

Biblioteca Parque Estadual

De acordo com a subsecretária da Sececrj e diretora da Escola da Cultura, Cláudia Viana, a exposição na Biblioteca Parque Estadual conta com peças que são fruto de um edital. “Ou seja, o ponto de partida foi dado nesta casa de cultura e, agora, o resultado final retorna até aqui para oferecer à população acesso gratuito a estas obras. Temos no bordado uma tradição que conta a história da cultura popular, das pessoas, regionalidades e singularidades. Então, nada melhor do que reabrir o nosso espaço de exposições com uma ação tão simbólica e democrática como essa”, destaca a subsecretária.

Mostra é dividida em três partes

Idealizada pela Secretaria de Estado e Cultura e Economia Criativa e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), a exposição é dividida em três partes: a primeira, “Re-descobrindo o Brasil em fios: 200 anos de histórias e memórias bordadas”, traz criações de artesãos de 28 municípios fluminenses, inspirados no Bicentenário da Independência Brasileira. O trabalho já percorreu as cidades de Resende, Valença, Três Rios, Rio das Flores e Teresópolis. Após sair do Rio de Janeiro, a mostra segue por Tanguá, Itaboraí, Búzios e Cabo Frio.

“Muitos bordados aqui presentes são referência a lugares que contam a história do Rio de Janeiro e reforçam os vínculos de pertencimento ao território habitado, como rios, montanhas, igrejas, estações de trem e casarões. Sendo assim, essa exposição cumpre um papel de criar pontes culturais entre os municípios fluminenses, entrelaçando suas memórias”, explica o professor de Antropologia da Uerj, Ricardo Gomes Lima, responsável pela curadoria da mostra junto a Marisa Silva.

Os outros dois ambientes da exposição são: “Um Bordado para Marielle”, que conta um pouco da história da vida e obra da socióloga, ativista e política brasileira Marielle Franco, e “Fios da Pequena África”, realizada por artesãos do Polo da Região Portuária, na Gamboa, também através do edital Retomada Cultural RJ 2.

Serviço – Exposição

Data de visitação: 29/01 a 1/03
Dias: segunda a sexta-feira
Horário: 10h às 16h
Local: Biblioteca Parque Estadual, Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro
Curadores: Ricardo Gomes Lima e Marisa Silva
Realização: Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fio às Cinco em Pontos e Polo da Região Portuária

*Foto: Reprodução/https://www.instagram.com/p/BJLFQtihhGy/

Postagens relacionadas

Casarão do Conde Prates deve ser restaurado, em Poços de Caldas

Município Assessoria

Cursos de música em Campinas: Instituto Anelo oferece 250 vagas

Município Assessoria

Casa das Rosas será reformada e ficará fechada por dois anos

Município Assessoria

Capoeira nas escolas estaduais do RJ: Comissão da Alerj cobra ensino

Município Assessoria

Setor cultural de Poá: Fórum Permanente apresenta carta

Município Assessoria

Ribeirão Rodeo Music 2023 anuncia data da próxima edição

Município Assessoria